Angélica ou Erva-do-Espírito-Santo

unnamed

Também conhecida por Erva-do-Espírito-Santo, Erva-dos-Anjos, Raiz-do-Espírito-Santo e Angélica-archangelica, é uma planta da família das Umbelíferas, de caules grossos e ocos e flores brancas volumosas. É muito parecida com a cicuta, mas distingue-se porque a cicuta cheira muito mal a urina e é muito tóxica, pelo que é importante saber distingui-las. A raiz tem angelicina de acção sedativa e betafelandreno de acção espasmolítica e digestiva. O óleo essencial extraído da raiz é estimulante, tónico digestivo, depurativo, anti-bacteriano e diurético. Usa-se no tratamento de bronquites, câibras, indigestões, flatulência, doenças do fígado, rins e bexiga, gota, reumatismo, escorbuto e doenças de pele. É óptimo para abrir o apetite, aumentar a secreção de sucos gástricos e eliminar gases e fermentações intestinais. As infusões são indicadas para o tratamento da gota, reumatismo e dores na coluna. Em decocção é indicada em casos de bronquite, gripe, constipação e tosse. A cumarina aromática bergapteno é usada no alívio da psoríase.

Nota – A planta angélica é inofensiva. Recomenda-se alguma precaução na sua identificação exacta para não se confundir com a cicuta, que é uma planta EXTREMAMENTE TÓXICA e provoca violentas convulsões e paragem respiratória.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *