Festas e romarias – RIBATEJO

1º trimestre

  • Amiais de Baixo, Santarém, 20 de Janeiro, agora em sábado magro – festa de S. Sebastião. Na noite de sábado, procissão dos archotes que se diz ser a maior do mundo.
  • Almeirim – carnaval, corso
  • Samora Correia, Benavente – carnaval
  • Espinheiro, Alcanena – carnaval, corso
  • Alpiarça – carnaval
  • Abrantes, Fevereiro e Março – Feira de S. Matias: produtos regionais e artesanato. Festival de gastronomia durante as semanas que dura a feira.
  • Santarém, 19 de Março – Festas de S. José: além da componente religiosa com procissão, eventos taurinos e cortejo etnográfico.

2º trimestre

  • Sardoal, 5ª Feira Santa – Procissão dos Fogaréus, com a vila iluminada com velas e lanternas.
  • Cem Soldos, Tomar, Domingo de Páscoa: Festa da Aleluia. Celebração da ressurreição de Nosso Senhor, com a manifestação popular das aleluias, flores amarelas ornamentando canas em forma de cruz que, no final do cortejo, são destruídas simbolizando a matança dos judeus, nome genérico que se dá a toda esta festa da Aleluia.
  • Constância, 2ª feira de Páscoa – Festa da Senhora da Boa Viagem, com procissão de barcos engalanados nos rios Tejo e Zêzere.
  • Mação, num dos domingos da Quaresma: Procissão dos Passos do Senhor
  • Alcochete, segunda-feira de Páscoa – Círio dos marítimos à Senhora da Atalaia
  • Santarém, Domingo de Pascoela – Festa e feira do Santíssimo Milagre. Procissão solene.
  • Pontével, Cartaxo, Domingo de Pascoela (nos anos ímpares) – Festa dos Fazendeiros: cortejo etnográfico de grande impacto.
  • Vila Franca de Xira, 5ª feira da Ascensão – Romaria do Senhor da Boa Morte
  • Dornes, Ferreira do Zêzere, Domingo do Espírito Santo – Romaria do Espírito Santo. Círios das freguesias vizinhas.
  • Carregueiros, Tomar, Domingo do Espírito Santo – Festa do Espírito Santo. Coroação do imperador, cortejo das fogaças, bodo.
  • Meia Via, Torres Novas, Domingo do Espírito Santo – Festa do Divino Espírito Santo. Cortejo dos tabuleiros. Distribuição do bodo.
  • Azinhaga, Golegã, em Junho (de quatro em quatro anos) – Festa do Bodo ou do Divino Espírito Santo: cortejo de recolha do pão, bênção do bodo e sua distribuição. Celebrações religiosas. Largadas de touros.
  • Chamusca, quinta-feira da Ascensão – Festas da Ascensão (toda a semana): artesanato, folclore, touradas.
  • Santarém, segunda semana de Junho – Feira Nacional de Agricultura. Mostras gastronómicas. Artesanato de todo o país. Exposição de máquinas agrícolas.
  • Benavente, último fim-de-semana de Junho – Festa da sardinha assada. Exibição de campinos. Bodo de sardinha assada.
  • Montijo, 29 de Junho – Festas de S. Pedro.

3º trimestre

  • Tomar, segundo domingo de Julho (de quatro em quatro anos) – Festa dos Tabuleiros, celebrando o Divino Espírito Santo, mas não coincidente com a data litúrgica. Desfile monumental das oferendas dispostas em tabuleiros, com a respectiva bênção. Além deste, há outros cortejos: o das Coroas e o do Mordomo, que exibe os bois do Espírito Santo. As ruas populares são ornamentadas com milhares de flores de papel. A festa termina com o bodo, oferta de alimentos à população.
  • Vila Franca de Xira, primeiro fim-de-semana de Julho – Festas do Colete Encarnado: missa solene com música à maneira andaluzia. Fados. Homenagem, concentração e corrida de campinos. Artesanato, bandas filarmónicas pelas ruas. Eventos taurinos. Noite da sardinha assada.
  • Benavente, primeiro fim-de-semana de Agosto – Festa de Nossa Senhora da Paz: procissão da padroeira, peditório para a festa e entrega da bandeira aos festeiros do ano seguinte. Touradas.
  • Alcochete, segundo fim-de-semana de Agosto – Festa do Barrete Verde
  • Coruche, meados de Agosto – Festa de Nossa Senhora do Castelo. Festa religiosa. Eventos taurinos, com touradas e largadas de touros. Cortejo etnográfico e festival de folclore.
  • Atalaia, Montijo, último Domingo de Agosto – Círios à Senhora da Atalaia
  • Tomar, primeiro domingo de Setembro – Círio à Senhora da Piedade
  • Vila Franca de Xira, primeiro domingo de Outubro – Feira anual
  • Moita, segundo domingo de Setembro – Senhora da Boa Viagem
  • Tomar, primeiro fim-de-semana de Setembro: círio de Nossa Senhora da Piedade, com cortejo do mordomo a cavalo e as oferendas transportadas em carroças. O círio, vela votiva, também é transportado a cavalo. Procissão subindo as escadas até à capela e missa.

4º trimestre

  • Tomar, domingo seguinte a 20 de Outubro: Feira de Santa Iria. O momento mais importante ocorre na sexta-feira anterior, em que se invoca o martírio de Santa Iria. Procissão e lançamento de pétalas ao Rio Nabão.
  • Santarém, Outubro/Novembro – Festival Nacional de Gastronomia: mostra de pratos típicos de todas as regiões do país. Tasquinhas e provas de vinho.
  • Mação, 1 de Novembro: Feira dos Santos, a mais importante festividade desta vila
  • Cartaxo, 1 de Novembro e dias seguintes – Feira de Todos os Santos. Abertura da água-pé, mostra de vinhos e gastronomia. Expo-Cartaxo.
  • Golegã, 11 de Novembro: Festa de S. Martinho, também conhecida por Feira do Cavalo, que se prolonga por três semanas, com exibição de cavalos, cavaleiros, amazonas e charretes. Concursos hípicos. Mostra do Puro Sangue Lusitano. No dia 11, cortejo e bênção dos romeiros de S. Martinho, a cavalo.
  • Sabacheira, Tomar, 8 de Dezembro – Festa de Nossa Senhora da Conceição. Missa, procissão e leilão das promessas