Vareira

Bisalhães, Vila Real anos 40. A tuna acompanhava musicalmente a vareira

Vareira – Nome por que eram designados, na região nortenha de Terras de Basto, Vila Real e outras, os grupos músico-coreográficos que, por alturas do entrudo se exibiam pelas aldeias, vilas e cidades, que, noutras regiões ficaram conhecidos por contradanças – vide.

A fotografia anexa mostra concretamente uma “vareira” que se exibiu nos finais dos anos 40 acompanhada pela tuna de Bisalhães, concelho de Vila Real. O elemento dessa tuna que ofereceu essa fotografia contou que se exibiam na época do entrudo e que o espectáculo era tão interessante e vistoso que vinha gente da cidade para assistir. A exibição entrudesca incluía a representação teatral de “comédias”, terminando com uma dança em cima de um estrado preparado para o efeito com os executantes trajados como mostra a fotografia (“como agora fazem os ranchos” – sic). Era precisamente a essa dança de entrudo que chamavam “a vareira”.

Por isso, a música que veio a ganhar a denominação de vareira era aquela que era executada por esses grupos nessas ocasiões. Só assim se entende o título, até agora inexplicado, que por vezes é atribuído à chula, “chula vareira”, que era, na verdade, a chula interpretada por esses agrupamentos, ou seja, a chula da vareira.

Mais: Tunas do Marão, de José Alberto Sardinha, p. 169 a 172. Discografia: Recolhas de Armando Leça, inéditas, arquivo RDP, bobine AF-526 (Celorico de Basto), AF-527 (Guimarães), AF-528 (Balazar, Póvoa de Varzim), AF-529 (Varziela, Felgueiras).

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *