Valsa de dois passos

Digitalização 18

Valsa de dois passos – Também conhecida em certas regiões por Moda a dois passos. Trata-se na verdade de uma mazurca (vide) que ganhou este nome por virtude de uma sua particular característica coreográfica: começa com dois passos para o interior da roda, logo voltando à posição inicial com dois passos de retorno, seguindo-se depois dois passos para fora e o respectivo regresso à mesma posição; de seguida, os pares, sempre agarrados, “valseiam”, bailam girando sobre si próprios, ao mesmo tempo que a roda grande gira no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio, até atingir o final do trecho musical, altura em que tudo, música e coreografia, torna ao princípio. É dança muito popular na Estremadura, Ribatejo, Alentejo, Beira Baixa e Beira Litoral.

Mais: Tradições Musicais da Estremadura, de José Alberto Sardinha, p. 363 e 364. Discografia: faixas 32 (Torres Vedras) e 33 (Óbidos) do disco 3 que acompanha esse livro; e ainda Portugal – Raízes Musicais, recolhas de José Alberto Sardinha, BMG/Jornal de Notícias 1997, CD 5, faixas 12 (Nisa), 22 (Torres Vedras) e 31 (Rio Maior).

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *