Ribas, Tomaz

Digitalização 1

Ribas, Tomaz – Etnógrafo e folclorista, crítico de teatro e de dança. Desenvolveu larga actividade de pesquisa coreográfica nas antigas colónias portuguesas e no estrangeiro. Foi professor no Conservatório Nacional e trabalhou no Teatro Nacional de S. Carlos e no Teatro Nacional de D. Maria II. No domínio etnográfico, merecem destaque os seguintes livros de sua autoria: Danças do Povo Português, Guia de Recolha de Danças Populares e O Traje regional em Portugal. Faleceu em 1999.

A partir de 1973 foi director do Gabinete de Etnografia da FNAT, depois INATEL, que procurou reestruturar, intenção interrompida após a revolução política de 1974. Depois de dirigir a delegação sul da Secretaria de Estado da Cultura, voltou à direcção do Gabinete de Etnografia do INATEL em 1985, onde veio a desenvolver um importantíssimo trabalho de apoio e reabilitação dos ranchos folclóricos. Planeou e executou ao longo de muitos anos os chamados estágios de reciclagem dedicados aos dirigentes desses ranchos, contando com uma equipa que percorreu o país ministrando palestras e trocando experiências interdisciplinares: ele próprio como moderador e especialista em coreografia; Mesquitela Lima na teorização da antropologia cultural; Madalena Ferrajota no trajo; Pedro Ferré no âmbito da literatura oral; e José Alberto Sardinha na música e instrumentos musicais populares.

Esta acção teve profundo impacto na reconversão de muitos desses ranchos, que abandonaram a visão superficial e por vezes recreativa que tinham, para assumirem uma representação folclórica genuína. Fizeram recolhas, mudaram os trajos, cuidaram das músicas e das coreografias, deixaram de privilegiar o acordeão e passaram a adoptar ou a dar mais importância, nas suas actuações, a outros instrumentos tradicionais, como os cordofones, as flautas, os harmónios, as concertinas.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *