Espargos

DSC06024

Os princípios activos dos espargos são os seguintes: Asparagina, Coniferina, Metilmercaptan, Tanino e Rutina. Estes princípios activos actuam sobre os rins, estimulam a função renal, produzindo muita urina, sendo muito indicados para doentes com retenção de líquidos, doentes obesos pois além de serem diuréticos são pobres em calorias. Os espargos de cultura e silvestres são usados em culinária e são muito saborosos, mas são desaconselhados a pessoas com doenças renais (nefrite e outras patologias renais), pois podem irritar o tecido renal doente. Quem sofre de eczemas crónicos pode e deve fazer a cura de espargos, pois estimula a função eliminadora da pele. Do ponto de vista nutricional é pobre em calorias, pode entrar nas dietas de emagrecimento, e tem também efeito laxante, pois a sua fibra faz aumentar o bolo fecal e combate a prisão de ventre crónica.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *