Brinca

Digitalização 1

Brinca – Nome por que, na região de Évora, são designados os grupos populares que, por alturas do carnaval, se exibem pelos bairros e aldeias ao redor, à semelhança do que noutras províncias é conhecido por contradança (vide), Danças e Bailinhos na Ilha Terceira – vide também cègadas. A raiz destas tradições é a mesma. José Alberto Sardinha, em pesquisa efectuada, apurou que, tal como essas demonstrações músico-coreográficas denominadas contradanças, também as brincas eborenses tinham, nos anos 40 e 50 do século passado, a contradança como base musical das suas evoluções coreográficas, de que gravou exemplo interpretado por velho tocador de concertina dessa região. Trata-se de representações com parte musical, teatral e coreográfica, organizadas por certos bairros ou aldeias e que, na referida época carnavalesca, percorrem as povoações ou bairros ao derredor, como forma de cumprimento e de afirmação das suas comunidades perante as vizinhas, satirizando, comentando casos, dançando (brincando – daí o nome), divertindo-se e divertindo os assistentes. Na terminologia popular, a palavra brinca (por vezes também se usa brinco) é sinónimo de brincadeira (vide), ou seja, baile, reinação, folgança, diversão, ramaldeira – v. Ramaldeira. Na serra algarvia (Torre, Alte), ainda hoje (2015) se diz “o que ele quer é brinca” como sinónimo de brincadeira. Fotogr. ex. Festas e Tradições Portuguesas, de Jorge Barros e Soledade Costa.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *