Baldão

Cante de baldão na romaria da Senhora da Cola, 2001

Baldão – Forma de canto ao desafio do Baixo Alentejo que veio, em época recente, substituir o despique (vide), que era a forma tradicional de desafio praticada nessa província, ao toque da viola campaniça – vide. A obediência ao ponto, rima obrigatória no despique sob pena de sanções para os cantadores, e os desentendimentos que essa regra frequentemente causava, deram origem à procura de uma simplificação poética do desafio, do mesmo passo que se encontrou uma melodia de outro tema (da Moda da Marianita), também ela mais simples, para servir de suporte ao desafio poético. Tal como o despique, o baldão era muito cantado nas tabernas e nas tendas de comes-e-bebes das feiras, sendo hoje organizados encontros de cantadores para exibirem os seus dotes, os quais chegam a juntar elevado número desses cantadores.

Mais: Viola Campaniça, o outro Alentejo, de José Alberto Sardinha, Círculo de Leitores/Tradisom, 2001, p. 164 a 168. Discografia: Viola campaniça, o outro Alentejo, disco vinil edit. em 1986, recolha de José Alberto Sardinha, faixa 9 do Lado A.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *